segunda, 18 de dezembro de 2017

Em SP, moradores podem trocar materiais/produtos recicláveis que iriam para o lixo por frutas, pães e peixes

Em SP, moradores podem trocar materiais/produtos recicláveis que iriam para o lixo por frutas, pães e peixes

por Rebrae 25/08/17

“Reciclou, Levou.” Este é o nome do mais novo programa da prefeitura de Guarujá, no litoral de São Paulo, que visa incentivar a prática da coleta seletiva entre os moradores da cidade. Como? A iniciativa propõe a troca de resíduos sólidos recicláveis por alimentos.

O escambo acontece no caminhão da Cooperben, Cooperativa de Beneficiamento de Materiais Recicláveis e Educação Ambiental do município, que por enquanto aceita resíduos plásticos – como garrafas PET, embalagens de produtos de limpeza e sacolas plásticas – e óleo de cozinha usado.

Os recicláveis levados até o local são pesados e convertidos em cupons de compra para os moradores. O valor do benefício varia de acordo com o material entregue e com o resultado da balança: 1 kg de PETs, por exemplo, vale R$ 0,70. enquanto um litro de óleo de cozinha usado rende R$ 0,50.

Os cupons podem ser trocados em três diferentes comércios, vinculados à prefeitura: o Caminhão do Peixe, que comercializa pescados, a Panificadora Solidária, que vende pães frescos, e a Feira da Economia Solidária, que oferece frutas, verduras, legumes e hortaliças a preços acessíveis para os consumidores.

Um bom jeito de incentivar a população a reciclar seu lixo, não?

Se você mora em Guarujá e quer saber onde está o caminhão da Cooperben, basta acompanhar o Facebook da Prefeitura. Semanalmente, eles divulgam a programação do Caminhão do Peixe, que é a mesma do caminhão da cooperativa.

Fonte: Débora Spitzcovsky – The Greenest Post

Foto: Gilberto Benzi/Arquivo Pessoal



Ver todas as notícias