Entre os anos de 2017 e 2018, o  o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE)  com o apoio do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), visitou o Assentamento Normandia, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). A visita foi composta por um grupo multiprofissional: nutricionistas , coordenadora de Extensão Rural, coordenadora da Assistência ao Estudante  e a diretora do Campus Caruaru . Em reunião realizada com agricultores e com as mulheres boleiras do assentamento, o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) foi pauta da discussão sobre a possibilidade do recurso disponível do IFPE ser utilizado para o assentamento.

No mês seguinte, a equipe do IFPE acompanhou a produção de bolos e pães pelas Mulheres Boleiras de Normandia, apesar da resistência das Mulheres boleiras, que alegavam que muito além da produção e do retorno econômico, o momento que se encontravam era para dialogar, trocar dicas de beleza e se empoderarem. A experiência de acompanhar a produção e atividades delas no assentamento foi exitosa e participativa, inclusive com momentos de confraternização.

 

Em 2018, o recurso do PNAE do Campus Caruaru/IFPE começou a ser destinado e utilizado em sua totalidade com os produtos do assentamento: frutas, pães e bolos fazem parte do cardápio e os estudantes estão bastante satisfeitos com essa novidade. Como o Campus fica a poucos quilômetros do assentamento e a instituição não possui refeitório  nem local pra armazenamento, o fornecimento é mais prático fazendo com que todos os produtos sejam entregues no dia de consumo.

 

Além das atividades de Educação Alimentar e Nutricional realizadas junto aos estudantes, a política colabora e impulsiona os professores a trabalharem com a temática em sala de aula. O fornecimento de uma alimentação adequada e de qualidade é benéfica para os estudados e aos Agricultores Familiares, sendo essencial projetos e empenho dos gestores para que a alimentação escolar seja oferecida com eficiência e conectada com os elos do sistema alimentar.

 

FONTE: REBRAE