A Secretária Executiva Adjunta do Ministério da Educação (MEC), Maria Fernanda Bittencourt, e a Diretora de Ações Educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Karine Santos, representam o Brasil em evento sobre nutrição e segurança alimentar mundial na sede da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), na capital italiana.

O evento aconteceu de 14 a 18 de outubro e as decisões tomadas no âmbito do Comitê de Segurança Alimentar Mundial (CSA) da FAO formam a base das recomendações oficiais da ONU, que devem orientar as políticas públicas do tema em todas as nações signatárias. O FNDE tem participação tradicional no Comitê.

Para a secretária do MEC, o Brasil tem uma posição estratégica no CSA e a definição das orientações da FAO sobre Segurança Alimentar não poderia acontecer sem a experiência brasileira, porque é uma das mais reconhecidas no mundo. “O Plenário do CSA é a instância maior de difusão dos dados mais recentes sobre Nutrição e Alimentação no mundo. Por isso estamos aqui", explicou.

A diretora Karine Santos afirmou que é sempre uma grande expectativa a participação do FNDE no CSA da FAO, por conta da posição de liderança do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), do FNDE, na cooperação internacional com outros países. “É dentro desse cenário que vamos apresentar as ferramentas inovadoras do monitoramento da Alimentação Escolar, o que deve ser recebido com muito interesse pela FAO e todas as nações que estão por aqui”, disse. Hoje, o PNAE é reconhecido pelo Comitê como modelo de política pública a ser seguida por outros países

Representantes do MEC e FNDE participam de Comitê de Segurança Alimentar Mundial da FAO, em Roma

Durante a programação do Comitê de Segurança Alimentar a secretária Executiva Adjunta do MEC, Maria Fernanda Bittencourt, e a Diretora de Ações Educacionais do FNDE, Karine Santos realizaram evento sobre investimento nas escolas para impacto nutricional sustentável. 

Para Maria Fernanda Bittencourt é muito importante a repercussão do PNAE mundialmente. "É um programa muito respeitado pelas instituições internacionais e nos enche de orgulho, dando ânimo para seguirmos em frente", declarou.

Na ocasião, Karine Santos apresentou o aplicativo e-PNAE e o PNAE Monitora, que são inovações tecnológicas de acompanhamento da política pública. “Essas ferramentas são estratégias inovadoras que qualificam a execução da política, podendo ser incorporadas em outros programas de alimentação escolar no mundo”, explicou.

 

Programa Nacional de Alimentação Escolar é tema de evento em Roma

 

A FAO tem desenvolvido ações e elaborado materiais de apoio para os países com base na experiência do Brasil. Na plateia havia especialistas de diversas nacionalidades que contribuíram para o debate, como representantes da Nova Parceria para o Desenvolvimento Africano (NEPAD) e delegados de Honduras e Senegal.

 

 

 

FONTE: FNDE