segunda, 24 de setembro de 2018

Centro da ONU apoia política de alimentação escolar do Burundi

Centro da ONU apoia política de alimentação escolar do Burundi

por Rebrae 15/05/18

O governo do Burundi realizou no fim de abril (30) um workshop para validar sua política nacional de alimentação escolar. O evento reuniu atores do setor no país, que discutiram as principais linhas de ação previstas nas políticas, fizeram recomendações e contribuíram para o planejamento dos próximos passos.

O Centro de Excelência contra a Fome — fruto de parceria entre o governo brasileiro e o Programa Mundial de Alimentos (PMA) — foi representado no evento por Nadia Goodman, que apresentou experiências de outros países que podem ser referência para a implementação de programas sustentáveis de alimentação escolar no país. A política nacional foi desenvolvida com apoio técnico do Centro de Excelência.

O processo de assistência técnica ao Burundi começou em 2014, quando uma delegação governamental realizou uma visita de estudo ao Brasil, junto com representantes de Benin e Todo. Desde então, o Centro de Excelência ofereceu ao Burundi oportunidades para trocas de experiências com outros países e assistência técnica direta para o desenvolvimento de sua política de alimentação escolar.

Em julho de 2017, uma equipe de especialistas do Centro realizou uma missão ao país para se reunir com diversos atores e coletar considerações sobre a alimentação escolar em ascensão no Burundi. A pedido do Ministério da Educação, o Centro apoiou o governo na preparação de uma política multissetorial.

Em novembro, o ministro da Agricultura do Burundi, Rurema Déo-Guide, visitou o Centro de Excelência contra a Fome para discutir a política de alimentação escolar que estava sendo desenvolvida e garantir o apoio de seu ministério, que é indispensável para garantir o componente de aquisição local para o programa.

Burundi aprovou oficialmente sua política nacional de alimentação escolar. Foto: PMA

Fonte: ONU Brasil



Ver todas as notícias