Webinar buscou soluções para a transformação dos sistemas alimentares nos países Sul-Sul durante a pandemia de Covid-19

Para assistir a gravação do webinar, acesse os links abaixo: 

Dia 1Dia 2

pós pandemiaEssa semana, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) participou do Webinário em celebração ao Dia da Cooperação Sul-Sul, com o tema “Soluções Digitais para a Cooperação Sul-Sul em tempos de Covid-19”. O evento on-line foi promovido pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e Centro de Excelência contra a Fome, do Programa Mundial de Alimentos (CdE/WFP).

O encontro teve como objetivo aumentar a conscientização sobre como as soluções digitais podem apoiar a implementação da Cooperação Sul-Sul Trilateral (CSST) e contribuir para a transformação dos sistemas alimentares para o benefício dos pequenos agricultores rurais, além de abordar as vulnerabilidades relacionadas aos programas de alimentação no contexto da pandemia da Covid-19. A Assembleia Geral das Nações Unidas determinou, há mais de uma década, o dia 12 de setembro como marco para se comemorar a Cooperação Sul-Sul. Com isso, a Organização das Nações Unidas (ONU) procurou destacar a CSST como um meio inestimável para alcançar o desenvolvimento sustentável e melhorar as vidas de bilhões de pessoas no Sul global.

Representantes de diversos órgãos estiveram presentes no webinar internacional, que refletiu sobre as novas tecnologias digitais que viabilizam o cotidiano das pessoas que vivem na região Sul-Sul a terem acesso a novas políticas de alimentação.

A coordenadora-geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Luciana Gottschall, lembrou da importância das ações do programa gerenciado pelo FNDE durante o período de pandemia e apresentou a plataforma e-PNAE aos presentes. Ela informou que o FNDE tem procurado desenvolver ferramentas para os profissionais que trabalham com a alimentação escolar, e um dos recursos que a autarquia elaborou foi o aplicativo e-PNAE.

Instrumento de controle social do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o e-PNAE permite que pais, alunos, professores, nutricionistas, conselheiros de alimentação escolar e a comunidade em geral acompanhem e avaliem a alimentação escolar oferecida nas escolas públicas de todo o país. O programa tem como objetivo facilitar a comunicação da comunidade escolar com o nutricionista técnico que coordena a alimentação da unidade.

A coordenadora-geral do PNAE também falou sobre a importância da implementação de políticas públicas voltadas para a alimentação escolar, juntamente com a valorização da agricultura familiar. Luciana finalizou afirmando que “se hoje o Brasil tem uma política pública de alimentação escolar sólida e robusta, muito se deve por nossa cooperação internacional de muitos anos com as instituições que buscam sempre uma melhor alimentação para todos. O FNDE e o Governo Brasileiro estão sempre à disposição para contribuir com qualquer ação de fortalecimento de programas de alimentação escolar sustentável no mundo”.

Para conhecer melhor as funcionalidades do e-PNAE, acesse o guia orientativo ou o vídeo sobre o aplicativo.

Fonte: FNDE