quinta, 23 de maio de 2019

Município catarinense segue prática das escolas e proíbe a compra pública de ultraprocessados

Município catarinense segue prática das escolas e proíbe a compra pública de ultraprocessados

por Rebrae 01/02/19

A gestão municipal de Pomerode, no Vale do Itajaí, proibiu as secretarias do município de comprarem bolachas recheadas, salgadinhos, frituras, sucos industrializados e refrigerantes, entre outros itens ultraprocessados. A meta para este ano é diminuir em pelo menos 50% o consumo de açúcar. 

O decreto da proibição começou a valer em 1º de janeiro deste ano. Da lista de produtos banidos das repartições do município constam ainda adoçantes sintéticos, pipoca de micro-ondas, margarinas, e salgados e doces fritos ou feitos com massas folheadas.

“Nossos nutricionistas fazem um trabalho maravilhoso já nas escolas e nas áreas da saúde e chegaram para nós dizendo que nós falávamos uma coisa e fazíamos outra. Temos esse decreto que reduz este ano 50% o consumo de açúcar nas dependências públicas e a partir do ano que vem, nada de açúcar”, disse o prefeito Ércio Kriek.

A Secretaria de Educação do município afirma que segue à risca as orientações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e que isso tem influenciado bastante na alimentação das crianças. O desafio é convencer os adultos a comerem alimentos mais saudáveis.

Atualmente, a população da cidade tem índice de sobrepeso acima da média nacional (54%)Uma pesquisa da Universidade Regional de Blumenau (Furb) diz que 67% dos adultos que vivem na cidade estão com sobrepeso. E entre as crianças o índice também vem crescendo, atualmente, 35% delas estão acima do peso. Há cinco anos, o percentual era 32%.

“Nós temos alimentos que a gente considera ultraprocessados porque na indústria passam por um processamento muito alto. E a quantidade de açúcar e gordura também, até o sal, é muito grande em determinados alimentos. As consequências a gente já vê: aumento das doenças crônicas, hipertensão, diabetes tipo 2, obesidade que vem crescendo cada vez mais. A gente precisa estagnar isso, precisa parar essa subida”, disse o nutricionista Geliandro Ribeiro.

A prefeitura ainda está fazendo um levantamento de quanto açúcar consumia e qual vai ser a economia com o decreto. O prefeito adianta que o impacto financeiro não vai ser tão significativo, mas que a ideia é mudar alguns hábitos da população.

“O segredo é mostrar para as pessoas que isso está surgindo pela preocupação com a saúde deles. Nós, num curto espaço de tempo, termos uma saúde melhor e vivermos com uma satisfação melhor. Muitas vezes nós somos enganados pela gula”, disse o prefeito.

“As mudanças precisam ser simples, práticas e gradativas. A gente não quer radicalizar, a gente quer respeitar o que é da nossa cultura. Mas, no dia a dia, as pessoas tendo a consciência do porquê que faz bem, porque que não é legal, a gente vai vendo que vai havendo essa mudança. Porque é para refletir no bem-estar e na saúde da população”, disse a nutricionista Aline Beatriz Pruner.

A exceção ficou por conta de uma das comidas mais tradicionais da cidade. “A cuca a gente salvou porque tem uma referência cultural. E tudo é uma questão de quantidade às vezes, é saber moderar um pouquinho”, disse Aline.

O próximo passo da prefeitura é fazer um trabalho de conscientização junto ao comércio e à população para tentar que o exemplo seja seguido. A ideia também vai ser levada para a Associação de Municípios, com a intenção de que outras prefeituras abracem a ideia.

Imagem: https://bit.ly/2S2PhZH

Fonte: REBRAE. Texto adaptado do portal G1/Globo.



Ver todas as notícias


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/rebrae/www/wp-includes/functions.php on line 3813

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/rebrae/www/wp-includes/functions.php on line 3813

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/rebrae/www/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 111